Aplicativos de videochamadas falsos são baixados 44 mil vezes

Durante a pandemia, empresas que oferecem serviços de videoconferência, como Google, Zoom, Skype e Slack, foram vítimas de ataques cibercriminosos e tiveram seus nomes utilizados em falsos aplicativos. O dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, contabiliza mais de 44 mil instalações desses apps desde janeiro deste ano. De acordo com a empresa de segurança, com o trabalho remoto, o home office, e empresas adotando videochamadas no cotidiano, surgiu uma nova oportunidade para a ação de cibercriminosos.



Comentários do Facebook

Chat aberto