Conforme já divulgado pelo Jornal Contábil e afirmado pelo ministro, 45,6 milhões de famílias devem estar aptas para receber o novo auxílio emergencial que vai de abril até o mês de julho.

Nesta segunda-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes, também informou que os brasileiros de baixa renda não querem o auxílio, o que realmente querem é trabalhar para garantir o sustento das famílias.

Para o ministro da Cidadania, os novos valores do auxílio “não são suficientes” para garantir a subsistência dos brasileiros, contudo, para Roma esses são os valores aos quais o governo tem condições de disponibilizar este ano.

Fonte: Jornal Contábil