Operação mira organização criminosa chefiada por PM e que atua como narcomilícia na Zona Oeste do Rio

Cerca de 200 policiais foram mobilizados na manhã desta quinta-feira (9) em uma operação montada para desarticular uma milícia que atua na região de Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio. De acordo com os investigadores, trata-se de uma narcomilícia, que é uma milícia que trafica drogas. Ao todo, os agentes tentavam cumprir 16 mandados de prisão e 51 de busca e apreensão. “A principal diferença dessa organização criminosa é que, além de cometerem os crimes tradicionais de milícia, como extorsões, ameaças e homicídios, eles também praticam o crime de tráfico de entorpecentes”, apontou o delegado chefe da Delegacia de Homicídios, Antônio Ricardo Nunes. té as 8h, cinco pessoas haviam sido presas. Entre os presos está Fernando Mendes Alves, cabo da PM que atua no Programa Centro Presente. Apontado como o número 2 da organização criminosa, ele foi preso em casa, em Vargem Pequena. O principal alvo da operação, no entanto, é o capitão da PM Leonardo Magalhães Gomes da Silva, o Capitão Leo, apontado pelo Ministério Público como chefe dessa narcomilícia. Desde o início da manhã, os agentes faziam buscas em endereços ligados ao policial, que não havia sido localizado até as 7h.



Comentários do Facebook

Chat aberto